terça-feira, 16 de outubro de 2018

Touros fará no próximo dia 26 uma carreata em apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro


Jair Bolsonaro (PSL) lidera com 59% dos votos válidos


O Ibope divulgou nesta segunda-feira (15/10) sua primeira pesquisa exclusiva para a disputa presidencial do segundo turno. De acordo com o instituto, Jair Bolsonaro (PSL) lidera com 59% dos votos válidos, quando brancos, nulos e indecisos não compõem o resultado final da disputa. Enquanto isso, Fernando Haddad (PT) soma 41%.

A pesquisa foi encomendada pelo jornal O Estado de S. Paulo e pela TV Globo. Foram entrevistados 2.506 eleitores entre os dias 9 e 15 de outubro. O nível de confiança estimado é de 95%. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

No primeiro turno, Bolsonaro recebeu 49,27 milhões de votos (46,03%). Haddad somou 31,34 milhões (29,28%). Para o segundo turno, os presidenciáveis já receberam os seguintes apoios: PSC e PTB defendem a candidatura de Bolsonaro. PSB, PSol, PSTU e PPL passaram a defender Haddad. PDT declarou apoio crítico ao petista. PCdoB e Pros compõem a chapa petista desde o primeiro turno.

Partidos que adotaram a neutralidade: MDB, PSDB, PP, DEM, PPS, PSD, PR, PRB, Rede Sustentabilidade, Solidariedade, Podemos, Novo, Patriota, Democracia Cristã. Nesta segunda, partidos apoiadores de Haddad reuniram-se em Brasília para fortalecer uma chamada frente ampla e única contra Bolsonaro. Pelo apoio e empenho de Ciro Gomes na campanha do ex-prefeito de São Paulo, a cúpula petista admite formar uma coalizão em torno do pedetista para a eleição de 2022.

A pesquisa Ibope também fez a avaliação das intenções de voto por região e, no Nordeste, o candidato Fernando Haddad ainda mantém a liderança com ampla maioria, como aconteceu no primeiro turno.

PUBLICIDADE

No Nordeste, Haddad aparece com 62% dos votos válidos. O candidato Jair Bolsonaro que é líder na pesquisa nacional aparece com apenas 38%.

Sobre a pesquisa

A pesquisa Ibope foi contratada pela TV Globo e O Estado de S.Paulo. A coleta dos dados aconteceu entre os dias 13 e 14 de outubro com 2506 eleitores em 176 municípios. Ela foi calculada com margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos. Ela teve o registro BR‐01112/2018 no TSE

Com informações do Metrópoles

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

Jair Bolsonaro (PSL) lidera a corrida pelo Palácio do Planalto com 54% das intenções de votos válidos.

Na primeira pesquisa eleitoral do segundo turno, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) lidera a corrida pelo Palácio do Planalto com 54% das intenções de votos válidos. O petista Fernando Haddad tem 46%. O levantamento foi feito pelo instituto Ideia Big Data em parceria com VEJA.

A pesquisa ouviu 2.036 eleitores das cinco regiões do país entre a última segunda e esta quarta-feira. A margem de erro é de 2,67% pontos percentuais para mais ou para menos. O número de registro no TSE é BR-09687/2018. Candidato do PSL tem oito pontos de vantagem em relação ao representante do PT em levantamento feito pelo instituto Ideia Big Data.

Com informações da Veja

Haddad agora é verde e amarelo

Por Esmael Morais

A campanha de Fernando Haddad e Manuela D’Ávila foi pintada de verde e amarelo neste 2º turno. Ganhou as cores da bandeira nacional. Portanto, Manu e Haddad deram um “chapéu” em Jair Bolsonaro e na equipe de “Bozo” — como o pessoal da esquerda chama o ex-capitão.

Nesta eleição de 2º turno, o PT e o PCdoB praticamente eliminaram aos tradicionais cores vermelhas e tiraram Lula do material de propaganda. Ou seja, a campanha é outra e terá outra pegada. O slogan da campanha também agora também é outra: “Todos pelo Brasil”; Haddad e Manuela querem passar a mensagem da necessidade da união nacional para tirar o país da crise.

As cores nacionais, segundo a campanha de Haddad, é para sinalizar o esforço de unidade nacional contra o retrocesso e o autoritarismo.

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Candidata tourense a Dep. Estadual obtém 116 votos e Natanael 1.523 votos



O RN aposentou as oligarquias e ainda mandou para casa Rogério Marinho


O Rio Grande do Norte, que figurava entre o único estado do Nordeste que ainda não tinha aposentado as oligarquias, deu a resposta nestas eleições. Além de aposentar o senador Garibaldi Alves (MDB), que concorria a reeleição, e o senador José Agripino Maia (DEM), que concorria ao cargo de deputado federal, mandou o deputado federal Rogério Marinho (PSDB), candidato a reeleição e “verdugo” da reforma trabalhista – Marinho foi relator da proposta – vestir o pijama. De quebra o povo potiguar ainda acabou com os sonhos do tucano Geraldo Melo de voltar ao Senado.

Bom que se diga que independente do resultado do segundo turno, em que a senadora Fátima Bezerra (PT) vai disputar com o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), quem será o próximo governador do Rio Grande do Norte, o PT, pode-se dizer já é vitorioso nestas eleições. Elegeu dois deputados estaduais – Isolda Dantas e Francisco do PT – e dois federais, Natália Bonavides e Fernando Mineiro.

Com informações do Blog do Barbosa