quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Início oficial do processo de escolha do Conselho Tutelar de Touros


Hoje, 29/08/2019 as 00:01 pelas normativas da Comissão Especial Eleitoral do Processo de Escolha Unificado do Conselho Tutelar inicia o período de campanha, ou seja, o período em que os 25 candidatos habilitados a concorrer a 5 vagas de conselheiros tutelares para a gestão 2020-2024 do município de Touros poderão divulgar seus números para que os eleitores no dia 06 de outubro de 2019, entre as 8h00 e as 16h00 possam votar em 5 candidatos que apresentem as condições necessárias para assumir a função pleiteada. Eu, João Nelo escolhi o nome social de “João Nelo da Lan House” e a frase “experiência faz a diferença” para me apresentar a sociedade tourense como candidato a reeleição, meu número é o 26 e peço um voto de confiança para continuar o trabalho desenvolvido no decorrer do meu primeiro mandato, em defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes do nosso município.

domingo, 25 de agosto de 2019

VI Edição Festival Cultural reunirá atendidos pela LBV no RN



A Legião da Boa Vontade – LBV promove em suas unidades ações pautadas na área da promoção humana e social, por meio do Criança Futuro no Presente!. Uma dessas iniciativas ocorrerá na manhã deste sábado, 24 de agosto, com a VI Edição Festival Cultural, onde reunirá crianças, jovens, adultos, idosos, voluntários e atendidos nos programas socioeducacional.
Esse momento lúdico e recreativo tem por iniciativa, o resgate a valorização da cultura popular, costumes, crenças e etnias, além de colocar em foco realidades de gerações. A programação festiva contará com a participação dos diversos grupos artísticos de dança contemporânea (teatro e frevo), balé (cultura nordestina), rodas de capoeira (maculelê), artes diversas, dança do coco e roda, xaxado, bumba-meu-boi, além do musical (cordel e baião).
O evento ocorrerá, às 9h 30, sábado 24 de agosto, na Escola Municipal Monsenhor Joaquim Honório, localizado a Rua: Presidente Mascarenhas, 768 no Bairro Alecrim. Informações: (84) 3613-1655

Queimadas na Amazonia!

Charge de Sinfrônio (Diário do Nordeste)

Amazônia em chamas

Fogo consome vegetação perto de Porto Velho na tarde de 23 de agosto de 2019 — Foto: AP Foto / Victor R. Caivano

Os focos de queimada na Amazônia chamaram a atenção nos últimos dias, principalmente após a fumaça negra atingir cidades do Sudeste do Brasil, como ocorreu na segunda-feira (19).

O número de focos registrados pelo Programa Queimadas, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), já é o maior de janeiro a agosto em 7 anos. Em 2019, os incêndios aumentaram 82% no Brasil em relação ao mesmo período de 2018.

Na segunda-feira (19), diversas cidades do país viram o dia se tornar noite. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o fenômeno foi provocado por fumaça vinda de incêndios na região amazônica que se encontrou com nuvens de uma frente fria.

Segundo o Climatempo, a fumaça proveniente de queimadas na região amazônica, nos estados do Acre e Rondônia e até da Bolívia, chegou a São Paulo pela ação dos ventos. A fumaça das queimadas elimina substâncias tóxicas no ar, prejudiciais à saúde.

Os líderes mundiais pressionam o Brasil e pedem uma solução para conter os incêndios e a França está se opondo ao acordo Brasil-União Europeia.

Conversa pra…

Charge de Sinfrônio (Diário do Nordeste)

Empreendedorismo na escola


Por Jaciara Cruz

O debate sobre o desenvolvimento de competências empreendedoras para a formação dos jovens brasileiros pode ser uma das principais contribuições a ser dada para melhorar a educação no Brasil.

A introdução dessas competências no conteúdo do ensino médio não visa formar uma geração de empresários de 16 anos, mas sim formar indivíduos que sejam proativos e criativos, capazes de criar suas oportunidades, seja em um projeto próprio, no emprego ou na vida pessoal.

Despertar a capacidade de realização não apenas empodera o aluno, mas também faz com que ele valorize mais o aprendizado e o conhecimento em si. Qual escola não desejaria mais alunos assim? Qual sociedade não desejaria mais indivíduos assim?

Já existem ações nas escolas que promovem o empreendedorismo. Iniciativas como grêmio, feira de ciências, projetos, e outras atividades desenvolvidas por professores que colocam em foco o protagonismo do aluno.

Valores do empreendedorismo

Disciplina: Aplicar rotinas e entender o quanto é preciso se empenhar para conseguir o objetivo.

Persistência: Aprender que nem sempre as coisas vão dar certo e é preciso continuar insistindo.

Negociação: A outra parte nem sempre vai concordar com o que é proposto e é preciso achar um meio termo.

Respeito: Antes de mais nada, deve haver o respeito pelas pessoas mesmo que elas sejam diferentes ou pensem diferentes.

Propósito: Por que fazer isso? Qual é o objetivo final das coisas? Por que vale a pena colocar empenho?

Troca: Sempre deve haver um equilíbrio nas relações e nas negociações. É preciso aprender a oferecer algo em troca para poder receber algo.

Criatividade: Pensar diferente é necessário quando todos querem pensar igual.

As crianças podem aprender muito com os valores do empreendedorismo e aprendendo desde cedo elas vão carregar esses valores para o resto de suas vidas. As crianças de hoje serão os adultos de amanhã. 

Empreender é o caminho para gerar renda

Por Por Rê Campbell/ Fotos: Demetrio Koch e Divulgação/ Ilustração: Edi Edson

A infância e boa parte da juventude de Sueli Benvenuto, de 34 anos, foram marcadas por dificuldades financeiras. Quando seus pais se separaram, a mãe dela assumiu a responsabilidade de sustentar os sete filhos. “Minha mãe era empregada doméstica, nós não tínhamos muitas condições”, lembra. Para ajudar a compor a renda familiar, Sueli começou a trabalhar aos 13 anos. “Cuidei de crianças e entreguei panfletos na rua.”

Já adulta, ela atuou no setor de vendas em diferentes empresas. “Minha sede de crescer era tão grande que eu era promovida em poucos meses. Fui coordenadora, gerente e supervisora.” Na época, ela conciliava o trabalho com a faculdade de administração. “Saía de casa às cinco da manhã e só voltava depois da meia-noite. Era cansativo e meu dinheiro era quase todo usado para pagar os estudos. Eu ficava revoltada com a situação”, relata.

Ideia de negócio

Perto do fim da faculdade, Sueli trabalhou como consultora executiva em uma empresa de tradução. “Eu conseguia grandes vendas, mas a dona me tratava mal e eu ganhava pouco. Mudei de empresa, mas o ambiente também era ruim”, explica. Ela revela que chegou a pensar em abrir a própria empresa de tradução. Entretanto faltava coragem e dinheiro. Após mais um ano, Sueli foi contratada por uma empresa multinacional. “Acreditei que finalmente minha vida mudaria, mas minha função era trocar toner de impressora”, detalha.

Atitude

O salário baixo e a pouca perspectiva de crescimento profissional levaram Sueli a buscar uma alternativa. “Eu tinha que tomar uma atitude. Conversei com Deus e decidi abrir minha empresa de tradução na sala de casa”, diz. Ela admite que o início foi difícil.

Entre os desafios estavam atrair clientes e encontrar bons tradutores em diversos idiomas. “Entrei na área anunciando que traduzia para 32 idiomas, mas como encontrar tantos tradutores? Eu não tinha uma boa equipe e os trabalhos voltavam com erros”, conta. A experiência prévia na área não foi suficiente para garantir contratos. “Eu não sabia desenvolver projetos. Também tive que ser muito persistente para prospectar clientes. Eu ligava, marcava reuniões, mas recebia muitos ‘nãos’.”

Para garantir a qualidade dos trabalhos de tradução, Sueli explica que passou a cadastrar os tradutores bem avaliados. “Priorizei um bom tratamento e desenvolvi um relacionamento mais próximo com eles. Eu não podia pagar muito, mas oferecia uma demanda constante de trabalho e nunca atrasei os pagamentos”, lembra. Ela avalia que a estratégia de oferecer boas traduções em diversos idiomas, respeitando prazos de entrega e de pagamento, garantiu o crescimento da empresa de tradução.

Opção de renda

Assim como Sueli, cada vez mais brasileiros estão trilhando o caminho do empreendedorismo. Só em 2017, o Brasil registrou a abertura de 2.202.622 milhões de empreendimentos, um aumento de 11,4% em relação a 2016, de acordo com a Serasa Experian. Esse é o maior número já registrado desde que o indicador começou a ser medido, em 2010.

Entretanto 78,7% das novas empresas são de microempreendedores individuais (MEI), ou seja, uma pessoa que trabalha por conta própria e se formalizou. Segundo a Serasa Experian, a pesquisa indica o aumento do “empreendedorismo por necessidade”, situação em que a falta de empregos formais leva pessoas desempregadas a abrir um negócio para gerar renda.

Os últimos dados sobre desemprego confirmam a situação complicada da economia. A taxa de desemprego ficou em 12,6% no trimestre encerrado em fevereiro deste ano, uma alta de 0,6 ponto percentual em relação ao trimestre encerrado em novembro de 2017. Hoje, o País tem 13,1 milhões de desempregados, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad-C), divulgada no fim de março pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Desafios

O cenário atual impõe atenção redobrada para quem quer abrir uma empresa, como alerta Alexandre Miserani, coordenador e professor de Administração e cursos tecnológicos da Faculdade Arnaldo, de Belo Horizonte (MG). “O problema de abrir uma empresa por necessidade é a falta de preparo. No empreendedorismo, deve-se entender sobre o negócio, observar a concorrência, a localização, entender o cliente, saber se o produto é aceito, buscar inovação. A pessoa precisa ser muito proativa, pois empreender exige esforço diário e o dinheiro não vem rapidamente”, avalia.

Apesar das dificuldades, Miserani lembra que é possível superar os obstáculos com perseverança e planejamento. “A pessoa precisa se dispor a buscar informações, colocar as ideias no papel, fazer contas. É possível buscar ajuda na internet, em livros e palestras. O empreendedor precisa avaliar o mercado, conhecer as novidades, saber como estão os concorrentes”, ensina. Para ele, investir no bom relacionamento com o cliente é um diferencial. “As relações estão muito frias e as pessoas querem ser lembradas. O cliente gosta de atenção e até paga mais caro quando alguém se importa com ele”, esclarece.

A consultora de carreiras Juliany Medeiros explica que desenvolver um olhar empreendedor é importante para quem deseja abrir um negócio. Para isso, ela diz que o primeiro passo é avaliar as próprias motivações e habilidades. “A pessoa deve observar o que a motiva a agir, o que a inspira. Também é importante saber aonde quer chegar, qual é seu objetivo”, afirma ela, que é CEO da HunterBe Soluções Empresariais 360º.

Juliany também destaca a importância de fortalecer a rede de contatos. “É importante buscar um mentor, exemplos de pessoas bem-sucedidas e observar o caminho delas. Outro ponto é ficar atento ao modo como alimentamos nossa mente, o que lemos, o círculo de pessoas que convivemos, os eventos que participamos. Eles ajudam seu desenvolvimento ou te colocam para baixo?”, questiona.

Oportunidade

Formado em Administração, Daniel Franco Castro, de 28 anos, trabalhava em uma empresa multinacional quando identificou uma oportunidade. “Minha mãe costumava levar para casa bolos inteiros. O produto era gostoso e o valor era baixo, aquilo me deixou curioso. Um dia, fui conhecer a loja”, recorda. Ele ficou interessado no negócio e buscou mais informações. “Pesquisei franquias e marquei uma reunião com os donos de uma empresa que estava começando. Depois, fiz as contas, vi que o investimento não era tão alto e que o retorno seria razoável até nos piores cenários.”

Na época, ele tinha uma carreira profissional promissora, mas decidiu arriscar e investir suas economias. Daniel convidou o irmão para ser seu sócio. “Um dos desafios foi ter coragem para sair do emprego. Fiz um planejamento para viver com o dinheiro que eu tinha poupado até os primeiros meses depois da abertura da loja de bolos”, lembra.

Ele e o irmão usaram a experiência dos antigos empregos e os ensinamentos da faculdade de administração para fazer uma pesquisa de mercado, encontrar o ponto mais adequado, traçar metas e planejar as operações do dia a dia da empresa. Entretanto Daniel admite que eles cometeram erros. “Tomamos algumas decisões com base na emoção, nos sentimentos. Um exemplo foi a contratação de funcionários sem observar o perfil necessário. Hoje, conhecemos as características das vagas e treinamos a equipe. Outro desafio foi encontrar fornecedores e aprender a gerir o estoque”, conta.

Daniel explica que eles investiram na qualidade do produto, no preço acessível e no bom atendimento para encantar a clientela. Ele mesmo chegou a fazer bolos. No início, os irmãos eram os responsáveis pelo atendimento no balcão. Assim, eles conversavam com os clientes para obter opiniões sobre o produto. A estratégia de divulgação da loja foi criativa. “Distribuímos bolos em salões de beleza, bancos e outros lugares que tinham potencial para gerar publicidade boca a boca. Também entregamos panfletos e fizemos degustações de bolos na loja”, revela. Em três meses, a empresa já atingiu as metas traçadas pelos irmãos. Em seis meses, eles abriram a segunda loja.

Hoje, após cinco anos, os sócios têm cinco lojas e 30 funcionários. Em breve, eles vão inaugurar a sexta unidade. “Temos uma estrutura maior, mas não perdemos a essência do negócio, a qualidade e o bom atendimento. Para empreender, é fundamental ter coragem, analisar a ideia e planejar para ver se o negócio cabe no bolso e como você vai executar os passos. Também é importante olhar novas oportunidades dentro do negócio. Nós descobrimos uma brecha e hoje temos linha de entrega de bolos para hotéis e bufês”, ensina ele, acrescentando que eles também têm uma franquia de sorvetes.

Fonte: universal.org


O 'Bacurau' chegou na terra do seu próprio cinema.

Governadora Fátima Bezerra com a atriz Sônia Braga - Fotos: Elisa Elsie
Após rodar em diversas salas com sessões de pré-estreia e ser o 2º filme brasileiro na história a levar o prêmio do Júri no Festival de Cannes, o longa metragem retornou ao seu local de origem no povoado Barra onde foi gravado, a 24km de Parelhas. A pré-estreia especial, realizada na noite desta quinta-feira (22), foi viabilizada pelo Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Turismo (Setur/Emprotur), com o apoio da Fundação José Augusto (FJA), IFRN, Cinemateca Potiguar, Prefeitura de Parelhas e produção da Vitrine Filmes.


"Essa exibição foi um ato de sensibilidade de todos os envolvidos. Eles tomaram a decisão de querer que a comunidade da Barra, os mais de 400 figurantes que participaram e todos da região tenham a oportunidade de ver aqui ao vivo e a cores o resultado daquilo que eles acolheram e ajudaram a construir: um cinema que traz a beleza da arte da cultura, que dialoga com a realidade. Esse filme mexe com todos nós porque fala da vida como ela é. Traz mensagens fortes de esperança, de não desistirmos da nossa luta por um país digno. É um orgulho ver esse voo sem fim que o filme Bacurau ergue. É muito orgulho de ver o audiovisual brasileiro. De nós da Paraíba, do Rio Grande do Norte, do Nordeste do Brasil. A estrela desta noite são vocês, povo de Barra”, destacou a governadora Fátima Bezerra durante a abertura da exibição que contou com apresentação de músicos da região. 

Fonte: Assis Silva

sábado, 24 de agosto de 2019

Conversa com João (24.08.2019)


No programa "Conversa com João" deste sábado 24/08/2019 falamos a respeito do trabalho voluntário, os telespectadores participaram com três perguntas apresentadas durante a live. 1. Você é ou  já foi voluntário? 2. Qual a importância do trabalho voluntário? 3. Você seria voluntário? Se sim, por quê?

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Cinco mulheres e um homem são mortos em chacina na cidade de Touros, RN


Cinco mulheres e um homem, quase todos da mesma família, foram mortos a tiros na noite desta quarta-feira (21) na cidade de Touros, no litoral Norte potiguar. Entre as vítimas, que estavam em duas casas vizinhas, estão duas adolescentes: uma de 13 e outra de 15 anos. Pelo menos 10 crianças estavam nos imóveis, mas não foram feridas. Ninguém foi preso.

Segundo a Polícia Militar, pelo menos quatro pessoas armadas de espingardas e pistolas participaram da chacina. Os bandidos chegaram em dois carros. Cada um parou na frente de uma casa, que tiveram os portões arrombados.

A PM foi chamada logo após os disparos. Buscas ainda foram feitas pela região, mas nenhum suspeito foi encontrado.

As vítimas foram identificadas como:

F. A. M. 54 anos;
M. M. C. 29 anos;
A. S. C. 26 anos;
M. A. M. C. 15 anos;
E. K. M. S. 13 anos;
Um homem ainda não identificado oficialmente.

Das mulheres que foram assassinadas, a mais velha é F. A. M. A mãe de M. M. C. e de M. A. M. C. Que também foram mortas. E. K. M. S. é filha de M. e neta de F.

Nas duas casas, segundo a polícia, havia pelo menos 10 crianças. As menores são dois bebês de 3 e 5 meses de vida. O mais velho tem 11 anos. Algumas delas brincavam na área de uma das casas quando os criminosos chegaram.

Os assassinos pouparam as crianças, que fugiram com medo. O Conselho Tutelar da cidade foi chamado pela polícia para fazer o acolhimento delas.

Capsulas de munições de grosso calibre e de pistola foram recolhidas durante a perícia. Ficou constatado que Francisca, além ter sido atingida por disparos, ainda chegou a ser esfaqueada.

A Polícia Civil de Touros trabalha para descobrir o que motivou as mortes.

Fonte: G1

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Uma chacina foi registrada nesta quarta (21) na cidade de Touros


Uma chacina foi registrada na noite desta quarta feira na cidade de Touros, o fato ocorreu em duas residências na Avenida Praia de Touros, no bairro Portal de Touros.

Foram executadas cinco mulheres e um homem, sendo três mulheres em uma das casas e outras duas e um homem em outra residência. As vitimas até o momento do fechamento da materma  ainda não foram identificadas. A Polícia Militar foi chamada para isolar a área do crime e em seguida o ITEP para fazer a remoção dos corpos.

O Conselho Tutelar foi acionado para garantir os direitos das crianças e adolescentes que se encontravam no local do crime.

Fonte: Toutos Urgente

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Distúrbio de tristeza entre jovens preocupa pais e especialistas

A automutilação é um dos sintomas do distúrbio depressivo Pixabay

Está cada vez mais comum ver memes como “kkkk cada k é uma lágrima” ou “será que estou vivendo ou apenas existindo?” circulando pela internet. Mensagens assim, que supostamente carregam humor, podem esconder uma face preocupante: um distúrbio denominado “sad”, que, em inglês, significa “triste”. O fenômeno atinge principalmente os jovens e preocupa pais e especialistas em saúde mental.
Para o psicólogo Anderson Codonho, que atende crianças e adolescentes, o problema é uma questão multifatorial, mas que está ligada ao impacto das novas tecnologias no mundo. “Se em outro momento o brinquedo era a pipa ou a bicicleta, hoje é o celular. A relação com essas tecnologias impacta na subjetividade e na maneira como as pessoas expressam suas emoções”, explica.
Saiba como identificar 
Os sintomas do distúbio depressivo vêm acompanhados de ansiedade, falta de qualidade no sono, baixa autoestima e, o mais preocupante, a automutilação. “É muito comum que esses adolescentes se machuquem nas coxas, nos braços e na barriga. No caso dos estudantes, eles costumam usar a lâmina do apontador, por exemplo”, conta o psicólogo.
Fonte: Assis Silva

Redes sociais estão prejudicando saúde mental dos jovens


As redes sociais estão prejudicando a saúde mental dos jovens, revelou um estudo realizado pela University College London e Imperial College no Reino Unido. A pesquisa contou com a participação de 10 mil pessoas, entre os 13 e os 16 anos, e concluiu que – com a consulta de redes como o Facebook, o Instagram e o Snapchat – o risco de problemas de saúde mental aumenta devido aos seus ‘efeitos secundários’.
Há uma ligação “significativa” entre as crianças que consultam as redes sociais mais de três vezes por dia e aquelas que, mais tarde, revelam sofrer de stress psicológico. De acordo com a Sky News, os pesquisadores concluíram que este problema não é um resultado direto de ‘ir’ às redes mas está sim associado aos efeitos ligados a este hábito.
De qualquer forma, nem todas as pessoas sentem esta questão da mesma forma. O estudo revela que, para as garotas, o uso frequente as redes prejudicou a saúde por levar a um contato com o cyber-bullying, por falta de sono e de quantidade de exercício físico adequado.
Fonte: Assis Silva

domingo, 18 de agosto de 2019

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

8 dicas para ser um homem de valor: veja se você está tendo as atitudes adequadas


Muitos homens reclamam de perda de espaço nos dias de hoje. O que eles não percebem é que a culpa disso pode ser deles mesmos, pois deixaram de lado algumas condutas que lhes agregam valor como homens de Deus ou ainda não as empregam.

Listamos a seguir algumas ações que podem contribuir para que todos saibam como um homem de verdade deve ser e agir. Não pense que não é preciso prática nem tampouco habilidade para realizá-las. É preciso executá-las diariamente, sempre que houver oportunidade e, dessa forma, ficar cada vez mais hábil.

Seja pontual

Deixar alguém esperando é, antes de tudo, falta de educação. Além de não cumprir o que foi combinado, você pode perder o cliente, o amigo e até a namorada. Portanto, chegue no horário certo aos seus compromissos. Isso fortalece e revela a sua integridade e mostra que você é confiável.

Avise previamente

Se você teve um imprevisto e percebe que não vai conseguir chegar a um compromisso que estava agendado, avise com o máximo de antecedência que não poderá comparecer. Avisar quanto a prazos também vale para quando você delega uma tarefa. Dê tempo hábil a quem vai executá-la para que se programe. Agindo assim você demonstra ao outro que valoriza o tempo dele.

Aja com gentileza

Alguns homens acreditam que ao agir com gentileza colocam em risco sua masculinidade. Isso é um erro. Eles perdem, na verdade, a oportunidade de aprimorar a relação com a esposa e com os filhos e melhorar a convivência no trabalho com os colegas. Ser gentil retornará a você de alguma forma, além de tornar evidente o respeito que você tem ao que os outros fazem por você.

Reconheça o esforço alheio

Quem não gosta de ter seu trabalho e esforço reconhecidos? Todos gostam, não é mesmo? Por isso, mostre a quem está próximo de você – seus filhos, sua esposa ou o colega de trabalho – que o empenho deles vale a pena. Isso faz com que eles se apliquem em dobro a suas atividades e cresçam cada vez mais.

Seja ético

Essa atitude vale para todos os ambientes que você frequenta. Um homem de valor sempre mantém uma postura correta, respeita as regras e cumpre seus deveres para que possa exercer seus direitos. Além disso, essa postura contribui tanto para o bem-estar individual como para o coletivo.

Diga não à fofoca

A fofoca é um mal que parece estar sempre presente. Sabe por que isso acontece? Porque as pessoas a propagam. Se não quer que falem de você, não fale dos outros. Se alguém vier fazer fofoca, não a repasse. Fique calado para que o fofoqueiro perceba o quanto está sendo infeliz em seu comentário. Lembre-se: homem fofoqueiro é ridículo.

Fale a verdade

Falar a verdade é sempre a atitude mais correta, apesar de nem sempre ser a mais fácil. Lembre-se que dizer a verdade ajuda a construir pontes e mentir cria abismos. Mais cedo ou mais tarde, a mentira será descoberta. Aí pode ser tarde ou até impossível consertar o estrago. É melhor falar a verdade e evitar futuras complicações.

Responda com educação

Ser educado é prioridade. Não importa com quem você esteja falando: o rico, o pobre, a criança, o homem, a mulher, os colegas ou seu chefe. Se você for educado, será tratado da mesma forma e, agindo assim, a vida de todos ficará muito melhor. Pode ter certeza.

Por Eduardo Prestes / Foto: Gettyimages

Quando o golpe vem disfarçado de amor


Casos de estelionato sentimental, em que a vítima é extorquida por supostos namorados, têm chamado a atenção da mídia. Confira a importância de permanecer alerta para não cair nessa cilada

Um empresário foi condenado a pagar R$ 55 mil a uma mulher por estelionato sentimental. Ele, que é proprietário de uma agência de viagens, mantinha um relacionamento virtual com uma de suas clientes.

Depois de ganhar a confiança dela, ele passou a relatar dificuldades financeiras e afirmou que precisaria de R$ 10 mil para investir na empresa. A mulher depositou R$ 5 mil para o namorado virtual e deixou claro que se tratava de um empréstimo, mas o empresário não lhe pagou.

Dois dias depois, ele viajou para a cidade de João Pessoa (PB), onde residia a suposta namorada, para conhecê-la pessoalmente. Durante a estadia, alegou ter perdido a carteira e pediu para que ela pagasse as despesas da viagem, como hospedagem e alimentação, e ainda requisitou um empréstimo de R$ 600.

Depois de mais um “empréstimo”, ele deixou de atender as ligações da mulher e desapareceu. Inconformada, ela buscou informações e descobriu que ele era casado e pai de três filhos. A jovem se sentiu enganada e ingressou com ação judicial pedindo indenização por danos morais e materiais.

A juíza Silvana Carvalho Soares, da 4ª Vara Cível da Comarca de João Pessoa, observou que “o réu se utilizou da confiança da promovente, acenando com possibilidade de grandes lucros e de uma parceria e casamento, no campo pessoal.” Para a magistrada, o sumiço do empresário com o dinheiro caracterizou um ato ardiloso utilizado para subtrair a quantia.

Crime

Esse não é um caso isolado. Seja pela internet, seja presencialmente, cada vez mais casos de estelionatos sentimentais são divulgados na mídia: homens que se aproximam de mulheres e mantêm um relacionamento só para se aproveitar delas financeiramente.

A expressão estelionato sentimental surgiu depois de uma sentença proferida em 2015 pelo juiz da 7ª Vara Cível de Brasília, que condenou um homem a restituir valores à ex-namorada e que eram referentes a empréstimos e a vários gastos realizados durante o relacionamento.

O que fazer?

Os estelionatários sentimentais sempre se aproveitam da fragilidade de suas vítimas para conseguir o que desejam. Por isso, toda atenção é necessária para não cair nesse golpe. Caso você tenha sido vítima desse tipo de golpista, lembre-se sempre da possibilidade de ingressar com uma ação judicial.

O advogado Juliano Fidelis dos Santos aconselha a vítima a conseguir o maior número possível de provas, pois é necessário demonstrar, por meio de pagamentos efetuados (gastos e prejuízos), o vínculo entre as duas pessoas e, assim, poder entrar com um processo.

“É sabido que uma relação amorosa está fortemente vinculada a fatores de confiança, fidelidade e honestidade”, ressalta o advogado. Portanto uma pessoa que gera prejuízos e se mostra desonesta não é alguém com caráter e dignidade suficientes para estar em um relacionamento saudável e feliz. Fiquem alertas.

Fonte: Por Maiara Máximo / Arte: Eder Santos

O Lápis na Mão Empreende!


Cronograma do Projeto.

• Criação do Projeto (25/04/2019);
• Lançamento do Projeto (25/05/2019);
• Apresentação do Projeto aos Professores (10/06/2019);
• Apresentação do Projeto aos alunos (10/07/2019);
• Palestra com SEBRAE, pesquisa, criação das empresas, documentários, depoimentos de empresários, preparação dos alunos. 

E está chegando o grande dia de apreciarmos os trabalhos dos alunos. E você é nosso convidado! Pais, alunos, comerciantes e todos que gostaria de conhecer um pouco sobre EMPREENDEDORISMO estão convidados! Vem, vem para o Lápis na Mão Empreende!

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Agência do Banco do Brasil de Touros reabre após 8 meses de inoperância financeira



A agência do Banco do Brasil da cidade de Touros retoma suas operações após mais de oito meses. Isso mesmo, você já pode realizar saques e outras operações com cédulas, tais como depósitos, pagamentos em caixas de atendimento personalizado, saques em moeda e muito mais.

Após o ultimo assalto que aconteceu no inicio de dezembro de 2018 quando bandidos explodiram o cofre e destruíram parte do prédio, o Banco do Brasil suspendeu as operações da agência de Touros para a realização de uma reforma.

Na mesma ocasião a agência da Caixa Econômica também foi atacada e destruída pelas explosões, mas a Caixa Econômica Federal, sempre que passa por situações como essa, a exemplo do que já havia feito em março de 2017 quando também foi alvo de explosões juntamente com o Banco do Brasil, retomou os serviços através de uma agência móvel.

A população de Touros, clientes do Banco do Brasil costuma reclamar da morosidade da instituição financeira em retomar os serviços.

Mas agora os clientes e usuários da agência contam com algumas novidades, entre as novidades o banco conta com caixas que fazem depósitos sem a necessidade de envelope e que contam e reconhece as cédulas depositadas. 

A velha agência do Banco do Brasil foi totalmente renovada desde a fachada e está de cara nova e com muitas novidades para os clientes. Os comerciantes locais comemoram a reabertura dos serviços e esperam a recuperação do mercado que desaqueceu desde que o banco paralisou parte das suas operações.

Agora a população que se deslocava para Natal, Ceara Mirim ou João Câmara para realizar saques e recebimentos de ordens de pagamento voltará a ser atendida na Esquina do Brasil em uma unidade moderníssima.

Além da população de Touros a agência recebe diariamente clientes de São Miguel do Gostoso, Rio do Fogo, Pureza e turistas que circulam pela região.

Fonte: Touros em foco.

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Governadora inaugura nova Central do Cidadão em João Câmara

Em solenidade realizada no final da manhã deste sábado(10) na cidade de João Câmara, região do Mato Grande, a governadora Fátima Bezerra inaugurou o novo prédio da Central do Cidadão, construído ainda no governo Robinson Faria, mas equipado na atual gestão.
A governadora chegou ao local da solenidade com pouco mais de uma hora de atraso do horário previsto, tendo sido recebida por auxiliares do governo, prefeitos, ex-prefeitos, autoridades de diversos segmentos da sociedade e populares.
A governadora foi direto conhecer as instalações e estrutura do prédio. Em seguida foi recebida pelo Batalhão de Polícia Mirim, do programa Esperança, no interior do prédio. Logo após se dirigiu ao local onde foi fixada a placa de inauguração  e fez um discurso destacando a importância da obra, os valores investidos, algo em torno dos R$ 3 milhões e frisou que outros investimentos estão  sendo feitos por seu governo na região do Mato Grande, com destaque para o setor de energia eólica e futuramente solar.
Após o descerramento da placa ao lado do prefeito Manoel Bernardo, a governadora e comitiva foi para o palanque onde discursou para os presentes juntamente com outras autoridades.
Participaram da solenidade, além da governadora Fátima Bezerra, o senador Jean Prates, os prefeitos: Manoel Bernardo (João Câmara), Sebastião Ambrósio (Taipu), Mariana Dias (Jandaíra) e Valdemir Belchior (Pedra Grande).

Economia em marcha lenta: endividamento atinge maior nível em 3 anos

O endividamento das famílias voltou a crescer e, segundo dados do Banco Central, alcançou o maior nível em três anos. A taxa de endividamento em relação à renda acumulada em 12 meses em maio subiu para 44,04%. Foi a sétima alta mensal consecutiva e o maior nível desde abril de 2016, quando atingiu 44,2%. De acordo com pesquisa da Confederação Nacional do Comércio (CNC), o percentual de famílias endividadas no país cresceu de 64% em junho para 64,1% em julho deste ano. Em julho de 2018, a taxa era de 59,6%.
A proporção das famílias que se declararam muito endividadas, consequentemente, também aumentou entre o mês passado e o anterior, de 13% para 13,3%. A parcela que declarou estar mais ou menos endividada passou de 22,6% para 23,8%, e a pouco endividada, de 23,8% para 27%.
Rafael Carneiro, estudante, 22 anos, se endividou após ter um problema de saúde e ficar impossibilitado de trabalhar. “Eu moro sozinho e minha única fonte de renda vem da venda de doces,  mas eu tive dengue e fiquei parado por 21 dias, o que acabou comprometendo muito o meu orçamento. Como eu não tinha o dinheiro, fui passando todos os gastos no cartão, só que a cada mês que passava eu não conseguia pagar a fatura inteira e aí ficava sempre um resquício para o mês seguinte”, conta.
Fonte: Assis Silva

sábado, 10 de agosto de 2019

Vamos conversar!


Aos sábados, a partir das 20h00 ao vivo pelo Facebook, vamos conversar sobre temas de interesse da sociedade, como: programa jovem aprendiz, qualidade no atendimento, empreender é necessário e muito mais, não perca a estreia no dia 17/08 com o jovem Joel Dias, iremos conversar sobre a temática empreender é necessário.